A circuncisão (cirurgia de fimose) de recém-nascidos é realmente necessária?

Images

Informação Pública de Saúde: 

Falando sem rodeios, não! Não há indicações médicas para a circuncisão de recém-nascidos, e este artigo irá mostrar-lhe porquê.

A VOZ DOS ESPECIALISTAS

O Conselho de Assuntos Científicos da Associação Médica Americana classifica a circuncisão masculina neonatal como um procedimento não-terapêutico.

Sim. Nenhuma doença está presente em crianças do sexo masculino recém-nascidas, por isso não é necessária qualquer ação terapêutica. Isso porque a fimose é uma condição normal até a puberdade, desde que não esteja associada a nenhuma doença de pele.

Alguns médicos têm manifestado a opinião de que existem benefícios médicos ou profiláticos de circuncisão ...

A evidência médica, no entanto, não suporta estas reivindicações.

RISCOS E DESVANTAGENS

Os principais riscos da cirurgia de fimose são a hemorragia, infecção e acidente cirúrgico levando a mutilação. A morte pode ocorrer por perda de sangue ou de uma infecção sistémica.

CONCLUSÃO

A circuncisão do recém-nascido é completamente não terapêutica por natureza, seja pelos riscos envolvidos que pelo fato de a fimose congênita é uma condição absolutamente normal, requerendo tratamento ou intervenção cirúrgica somente quando associada a alguma inflamação ou infecção recorrente.