Empreendedorismo feminino supera barreiras!

Conheca a melatonina hormonio do sono que regula o relogio biologico
Um estudo realizado pela consultoria EY (anteriormente Ernst & Young), publicado exclusivamente pelo jornal O Globo revela que o Brasil tem a maior proporção de empreendedorismo feminino integrandos ao G20, o grupo das 20 maiores economias do mundo. Segundo a pesquisa EY G20 Empreendedorismo Barometer 2013, o país tem 10,4 milhões de mulheres empresárias, representando 14% da população em idade activa (18-64). O número é maior do que os países, tais como Argentina (12%), México (10%), África do Sul (8,5%) e Austrália (6,5%).

Segundo a pesquisa, a maior proporção de mulheres empresárias no Brasil em relação a outros países, está relacionada com a percepção de que a abertura de um negócio em si é "muito favorável e uma opção de carreira." Seria também parcialmente resultado do Trabalho Nacional e Mulheres Programa de Empreendedorismo, iniciativa que "finalmente, depois de inicialmente difusão limitada", ligada à Sebraer eo governo federal.

Vanessa de Oliveira Peixoto é um desses empresários. Formada em comunicação, ele decidiu abrir um negócio para ter mais tempo para a sua filha. Com baixo investimento, criado em 2011 Mídia Panel, publicidade focada em um saco de papel, usando uma ideia semelhante surgiu na Espanha. O mercado é promissor. De acordo com a Associação Brasileira de padaria (ABIP), pão francês está presente na mesa de 97% dos brasileiros. Hoje, com o modelo de franquia, a empresa tem 72 unidades distribuídas em 16 estados. Há cerca de 1,8 milhões de embalagens impressas por mês.

As mulheres empreedoras no Brasil, trabalham mais que os homens e muitas sofrem de insonia pelo excesso de tarefas e pressão, muitas delas trabalham sobre uso de medicamentos como a melatonina 3mg, hormonal responsavel para manter um bom estado de sono durante a noite, muitas acabam por comprar melatonina sem ir ao medico e causando problemas para elas mesmas, mesmo assim representam o maior aumento lantino americano de empreendedores.

- Vejo muitas mulheres que procuram franquia com o objetivo como o meu, têm mais tempo para os seus filhos. Eu tenho mais flexibilidade de tempo, eu posso levar minha filha a média escolar. Mas nenhum trabalho menos, esta é uma enganação.Quando você tem seu próprio negócio, não dormir como antes, trabalhando no fim de semana. O que tem, na verdade, é a flexibilidade de usar o seu tempo - explica Vanessa.

presidente EY para a América do Sul, Jorge Menegassi diz que metade dos novos negócios no país é gerido por mulheres, algo que deve ser comemorado. Segundo ele, no entanto, a "taxa de mortalidade" das mulheres de negócios também foi maior que a dos homens. Menegassi diz que uma das dificuldades das mulheres empresárias está a crescer seus negócios, embora mais mulheres empresárias têm uma formação acadêmica no nível superior (18%) em comparação com os homens (11%).

- Nós, empresários programar um ano e o número de mulheres envolvidas é mínima. Eles começam bem, mas muitos deles não pode levar a empresa adiante e fazê-los crescer. Pode ser que estão sendo dedicados ao empreendedorismo mais básico, na frente de sua família - avalia Menegassi, acrescentando que EY lançado no início deste ano, um programa para reconhecer e promover o empreendedorismo entre as mulheres, chamado Winning Women Brasil.

De acordo com o Santander Brasil, as mulheres são as maiores mutuários financiar sua carteira de microcrédito - contra as pequenas empresas, com um volume de negócios máximo de até R $ 120 mil por ano. Eles representam 69,5% dos 125 mil clientes ativos. É uma carteira cresceu 20% ao ano nos últimos três anos. Jerome Ramos. Microcrédito Superintendente de Santander, diz que existem nichos com maior apelo entre as mulheres como a indústria de beleza e pequenos mercados.

- Você é uma mulher geralmente na faixa de 20 a 40 anos. Ele é um empresário que mostra sempre a intuição nos negócios. No nosso portfólio, temos apenas 5% do padrão, os valores pagos nos próximos 30 a 60 dias. E as mulheres representam uma pequena parte deste atraso. Isto mostra-lhes mais seguro para tomar o crédito - diz Ramos.